Em “baldeação” (2020-) me aproprio do desenho que o Mapa Rio Metropolitano de Transportes lançado pelo governo do estado do Rio de Janeiro para traça para construir um novo texto, que insere questionamentos sobre a formação urbanística e social do território carioca e fluminense, incluindo também citações diretas e indiretas de autores e atores que marcaram a construção literária de cidade e alguns que questionam o papel da palavra nesse processo.

 

Colei os lambe-lambes onde os mapas oficiais deveriam estar, mas nunca estão, como pontos de ônibus. Também foram colados em lugares com importância na história urbanística do centro do Rio, como o Largo de Santa Rita e o Cais do Valongo, Central do Brasil,  Praça Mauá e o Largo dos Estivadores.

Um dos intuitos de “baldeação” também é chamar os leitores para o lugar de ação. Os transeuntes podem começar sua leitura em qualquer ponto e descer em qualquer outro, fazendo baldeação em qualquer encruzilhada e formando sentidos outros cada vez que cruzarem com o mapa. Uma leitura ativa que evoca os modos de uso alternativos da cidade, costuras inventivas sobre um tecido imposto.

Para ler o mapa completo clique aqui.

fotos e video por:

Clara Rara

baldeação

2020 -

Lambe-lambe

140 x 200 cm