Pensando em formas de inserir no tecido textual da cidade algo que convide um segundo olhar, incentivando uma leitura ativa, "Desvio no Trajeto" se apropria de um meio de comunicação muito utilizado por pequenos prestadores de serviço: a colagem de cartazes fotocopiados em postes e muros, contendo pequenas tiras destacáveis que trazem informações de contato.

 

O cartaz, ao invés de anunciar a contratação de um serviço, oferece perguntas que funcionam em qualquer parte da cidade, mas que oferece respostas diferentes dependendo de sua localização. “A quem pertenceu o nome dessa rua?”, por exemplo, gerará uma resposta única para cada lugar em que for lida.

Que nomes não estão nas placas para que os que estão ganhem notoriedade? A quem pertence o porão da história, a quem pertence a cobertura? Quem de fato construiu essa cidade e não tem seu nome cantado? O que se esconde embaixo das pedras portuguesas?

Com a intenção de gerar novas questões que retroalimentem o trabalho, o verso das tiras contém um e-mail para aqueles que se interessarem possam enviar suas respostas, relatos, perguntas ou que mais quiser.

Desvio no Trajeto

2020 -

Lambe-Lambe